Estratégias didático-pedagógicas utilizadas no ensino superior e a promoção do pensamento crítico: Práticas presentes e caminhos futuros

  • Amanda Rodrigues Franco CIDTFF - Universidade de Aveiro
  • Rui Marques Vieira

Resumen

O sucesso dos processos de ensino-aprendizagem e seus resultados está intimamente dependente das estratégias didático-pedagógicas utilizadas pelos professores. Um desses resultados refere-se à promoção do pensamento crítico, essencial ao longo da escolaridade (e não só), particularmente no ensino superior. Substitui-se o padrão de ensino focado na transmissão-receção de conteúdos pelo de co-construção ativa de conhecimento e de outras competências. A par da construção de uma base de conhecimentos fundamentais, espera-se o desenvolvimento de capacidades, disposições e critérios de pensamento crítico, que são úteis numa diversidade de contextos e circunstâncias. Para que os professores possam promover o pensamento crítico dos estudantes de uma forma deliberada, explícita e continuada, torna-se crucial propiciar uma formação de professores que sensibilize aqueles para a relevância do pensamento crítico e sua promoção efetiva, suscetível de transferência a conteúdos, contextos e circunstâncias diversos da vida dos estudantes. Para tal, a finalidade deste estudo é rever práticas didático-pedagógicas presentes e antever caminhos futuros no ensino superior, nomeadamente no que concerne a formação de professores. O caminho futuro que se propõe é a construção de práticas que permitam que cada estudante se capacite para pensar criticamente, tomando decisões e enfrentando desafios de uma forma consciente, informada e cívica.

Publicado
2019-10-17
##submission.howToCite##
RODRIGUES FRANCO, Amanda; MARQUES VIEIRA, Rui. Estratégias didático-pedagógicas utilizadas no ensino superior e a promoção do pensamento crítico: Práticas presentes e caminhos futuros. Revista de Investigación Educativa Universitaria, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 117-132, oct. 2019. ISSN 2659-3130. Disponible en: <http://revistas.educacioneditora.net/index.php/RIEU/article/view/13>. Fecha de acceso: 23 mayo 2022